tag-header Inovação na Psiquiatria: HSL é o primeiro hospital do Estado a aplicar antidepressivo de forma intranasal em casos de depressão resistente ou comportamento suicida - HSL - Hospital São Lucas da PUCRS

Inovação na Psiquiatria: HSL é o primeiro hospital do Estado a aplicar antidepressivo de forma intranasal em casos de depressão resistente ou comportamento suicida

Medicação já está disponível a pacientes com prescrição médica e sobre a supervisão de um profissional da saúde.

De forma pioneira no Estado, o Hospital São Lucas da PUCRS iniciou nesta semana a aplicação do medicamento Cloridrato de Escetamina (Spravato), o primeiro spray nasal indicado para a rápida redução dos sintomas depressivos em pacientes adultos. A medicação foi aprovada para uso pela Food and Drug Administration (FDA) nos Estados Unidos em 2019 e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) em 2020. A medicação pode ser aplicada em pacientes internados no serviço de psiquiatria ou de forma ambulatorial no Espaço Marcelino Champagnat, com o acompanhamento da equipe de psiquiatria do HSL.

A médica psiquiatra responsável pela aplicação no hospital, Dra. Sayra Catalina, afirma que o tratamento é indicado a pessoas de 17 a 65 anos com quadro de depressão resistente, ou seja, pessoas que não responderam a dois tratamentos anteriores com antidepressivos convencionais, ou que tenham comportamento suicida.

A médica destaca o efeito rápido da medicação. “Como a via de aplicação é intranasal, o medicamento não precisa do metabolismo de primeira passagem no fígado, agindo rapidamente nos receptores do cérebro”. Sayra também explica que esse novo tratamento possui um mecanismo de ação inovador “Enquanto os antidepressivos convencionais tentam equilibrar os neurotransmissores associados ao bem-estar como a serotonina, a dopamina e a noradrenalina, o cloridrato de escetamina modula os níveis de glutamato, molécula que restaura e melhora as conexões entre os neurônios”.

Ela indica que a nova medicação, associada ao tratamento padrão do paciente, possibilita a redução dos sintomas depressivos e dos pensamentos suicidas, em até 24 horas após a primeira dose, enquanto medicações convencionais podem levar de quatro a oito semanas para obter este efeito.

O cloridrato de escetamina só pode ser aplicado em instituições hospitalares autorizadas, sob a supervisão de um profissional da saúde. “É muito gratificante, estarmos disponibilizando aqui no São Lucas, um medicamento moderno e com resultados promissores”. Cada caso deve ser avaliado de forma individual pelo médico que irá supervisionar o procedimento.

O tratamento é aplicado a pessoas com indicação psiquiátrica e que não tem contraindicações para a realização do medicamento. O HSL disponibiliza o tratamento de forma particular ou através da rede dos planos credenciados com o hospital. Interessados em obter mais informações ou mesmo agendar uma consulta com o serviço de psiquiatria, podem entrar em contato com o whatsapp do Espaço, através dos números (51) 3320-3200 ou (51) 98504-6469 - Whatsapp.