tag-header A ciência e tecnologia se unem para transformar as cirurgias de marca-passo - HSL - Hospital São Lucas da PUCRS

A ciência e tecnologia se unem para transformar as cirurgias de marca-passo

Nova tecnologia de estimulação cardíaca fisiológica proporciona mais facilidade e agilidade durante a cirurgia de implante de marcapassos. 

A função do marca-passo definitivo, pequeno dispositivo cardíaco eletrônico, é substituir o sistema elétrico natural do coração em decorrência de alterações do ritmo cardíaco. A necessidade de implante deste dispositivo surge quando há bradicardia, que é a baixa pulsação do coração ou os bloqueios cardíacos, onde o sistema elétrico cardíaco possui doenças cardiovasculares (infartos, alterações das válvulas, doenças genéticas etc.). Basicamente, a função do marca-passo, é restaurar a Frequência Cardíaca devolvendo qualidade de vida ao portador ou evitando as paradas cardíacas.  

Com o tempo, as cirurgias de marca-passo tiveram diversas evoluções, na busca por melhores soluções fisiológicas para o paciente. A inovadora tecnologia de estimulação cardíaca paraHissiana, que está em estudo no Hospital São Lucas da PUCRS, visa aproximar a contração cardíaca produzida artificialmente pelo marca-passo, do natural do paciente, possibilitando se assemelhar ao funcionamento saudável do coração. Essa técnica é levada adiante com suporte de um equipamento não invasivo, comercialmente chamado de Syncromax (Anvisa – Reg. 80102521360), que em tempo real durante o intraoperatório, fornece um "índice de sincronia cardíaca", isto é, o quanto o batimento estimulado artificialmente gerado reproduz a fisiologia da contração natural do coração. 

Em setembro, a Unidade de Estimulação Cardíaca do Serviço de Cardiologia do HSL-PUCRS, recebeu a visita da Dra. Daniele Collatusso e do Prof. Dr. Paulo Brofman, ambos renomados cirurgiões cardiovasculares do Hospital Santa Casa de Curitiba. A dupla de especialistas buscou entender mais sobre esta inovação junto com o idealizador deste estudo, o especialista e responsável pela estimulação cardíaca artificial do Hospital São Lucas, Dr. Andres Di Leoni Ferrari. A principal motivação da vinda deles, foi entender como funciona essa nova técnica com suporte da nova estratégia (Synchromax), e como isso poder ajudar os pacientes e os médicos, através da facilitação nas cirurgias. Após acompanharem várias cirurgias feitas com suporte da nova tecnologia, comentam sobre a satisfação de estarem aqui: “Para nós é uma honra muito grande estar aqui”, comenta Dr. Paulo, “cada vez que a gente vem, sentimos muito orgulho do que está sendo feito aqui. Isso tudo, aqui no Brasil”, complementa.  

Os estudos desta técnica iniciaram em 2018 pelo Dr. Andres, durante o Doutorado em Tecnologia em Cardiologia na USP. A sua tese foi justamente a "Sincronia cardíaca durante a estimulação cardíaca artificial", ou seja, estudando como os eventos elétricos do coração repercutem na fisiologia da contração mecânica do coração, através do funcionamento de dispositivos cardíacos artificiais. A partir destes estudos, ele se vinculou a um grupo de pesquisadores de diversos países que trabalhava uma fórmula algorítmica matemática, que é capaz de medir a sincronia cardíaca em tempo real, de forma não invasiva, no intraoperatório (durante o ato cirúrgico). O principal objetivo é, justamente, reproduzir a fisiologia cardíaca de forma facilitada, e com menor custo (sem uso de materiais especiais ou recursos e procedimentos complementares que aumentariam o custo do procedimento). De acordo com o Dr. Andrés Di Leoni Ferrari “queremos entender e reproduzir a fisiologia da contração natural cardíaca. A ideia dessa tecnologia é simplificar o procedimento da estimulação cardíaca fisiológica”. Dessa forma, além de melhorar a vida do paciente, esta tecnologia revoluciona a cirurgia em si, por tornar o procedimento mais fácil, com menos riscos. 

“A cirurgia fica muito mais simples, porque se utiliza um método de implante convencional com resposta imediata do tipo de consequência eletromecânica que o implante produz no coração do paciente”, explica o especialista. Além destes fatores, este procedimento com o suporte do Synchromax, tem o valor agregado de que a duração da cirurgia é otimizada, já que estes tipos de procedimento utilizam, em média, apenas 1/3 de tempo de Raio X em comparação ao método tradicional de implante de dispositivos para estimulação fisiológica. 

 

Esse procedimento está disponível na Unidade de Estimulação Cardíaca do Serviço de Cardiologia do Hospital São Lucas da PUCRS, por meio do + Cardio, um modelo completo de assistência a serviço do seu coração.  

Saiba mais sobre o + Cardio 

O + Cardio reúne toda a expertise dos profissionais em cardiologia e a estrutura completa de atendimento neste campo. Em um único lugar e com fluxo seguro, você encontra consultas, exames e procedimentos de alta complexidade, além de uma emergência com cardiologista sete dias por semana, 24 horas por dia. O atendimento também conta com uma linha exclusiva de cuidados, com profissionais que dão suporte aos médicos e acompanham o paciente nas particularidades do tratamento, para oferecer um atendimento personalizado, incluindo o monitoramento pós-alta.