apresentação

A Medicina Física e Reabilitação, antigamente conhecida como fisiatria, é a especialidade médica responsável pela reabilitação de pacientes em diversas áreas como neurológica, oncológica, respiratória, ortopédica, dor crônica e geriátrica, tanto a nível hospitalar quanto ambulatorial. Também atua na reabilitação de pacientes com lesão medular e amputados. Realiza a prescrição de órteses (coletes, talas), próteses e equipamentos auxiliares, como cadeiras de rodas e muletas.

Todo o paciente que passa por uma internação prolongada ou grande cirurgia necessita tratamento de reabilitação. Atualmente os fisiatras têm atuado no tratamento de reabilitação pós infecção pelo coronavírus, visto que estes pacientes têm apresentado deficiência em diversas áreas após a fase aguda da doença.

O médico fisiatra acompanha e orienta o processo de reabilitação do paciente desde sua internação até que se atinjam objetivos funcionais pré-estabelecidos, bem como faz o seguimento do paciente enquanto se fizer necessário. Discute com o paciente e seus familiares os objetivos de tratamento e tenta adequar às necessidades individuais de cada família ou paciente.

Os fisiatras atuam fortemente no tratamento de pacientes com dor crônica, utilizando medicações, procedimentos invasivos e técnicas de tratamento não invasivos visando a melhoria da qualidade de vida nestes pacientes.

É realizada avaliação médica inicial, onde se detectam as dificuldades ou deficiências do paciente, estabelecendo planos de tratamento individualizados visando a plena recuperação das habilidades deficientes ou sua máxima funcionalidade. O objetivo final é que o paciente atinja um nível funcional que permita a retomada de suas atividades familiares, sociais e de trabalho ou se isto não for possível sua readaptação de acordo com as habilidades remanescentes.

Ocorre integração com outras especialidades médicas e da área da saúde conforme a necessidade, sendo que o trabalho é realizado preferencialmente em equipe, formada por médicos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicólogos, nutricionistas e educadores físicos, dentre outros.

Também são solicitados exames complementares de laboratório, de imagem e eletroneuromiografia conforme necessidade.

Quando necessário os fisiatras realizam procedimentos invasivos como aplicações de toxina botulínica para tratamento da espasticidade, infiltrações articulares e de tecidos moles, bloqueios e acupuntura para tratamento da dor quando habilitados.

novidades em destaque

encontre seu médico